21 de setembro de 2020

A...guardando



A...guardando, nova criação p/ adulto animateatro
Com Cláudia Palma, Filipa Matta e Lina Ramos
A estrear (breve, breve)

Exercício: repetição [4/6]



Parceiro institucional



27 SETEMBRO / Domingo

“A VOLTA ao MUNDO em 80 dias”
p’la BYfurcação Teatro

M6 | 50min


27 Setembro (Domingo)
Cinema S. Vicente
16H

Lotação limitada a 90 lugares


+ evento facebook



Sobre
Baseado na obra de Júlio Vernen. Será o metódico Phileas Fogg, com a ajuda do seu mais recente criado Passepartout, capaz de ganhar a aposta e atravessar o mundo em apenas 80 dias? Viaje connosco nesta fantástica aventura.

Sinopse
“Philleas Fogg vai dar a volta ao mundo em 80 dias. Vai visitar os lugares mais exóticos do nosso planeta, conhecer novos povos, novas culturas. Vai viajar de comboio e de barco. E vai ser bem-sucedido, vai uma aposta?”

Ficha Técnica e Artística
Texto e encenação: Paulo Cintrão | Interpretação: Paulo Cintrão, Rafael Serra e Ricardo Karitsis | Figurinos, Cenografia e Adereços: Byfurcação Teatro | Imagem e Design Gráfico: José Frutuoso | Produção: Byfurcação Teatro




14 de setembro de 2020

20 SETEMBRO / Domingo

“LUGAR-ABRIGO”
espetáculo participativo
por Ricardo Guerreiro Campos (Setúbal)
M6 | 50min (+ conversa)

Em cima do palco / lotação limitada


20 Setembro (Domingo)
Cinema S. Vicente
16H

+ evento facebook



Sobre
Navegar, navegar
Lugar-Abrigo é um projeto que resulta de um convite da Câmara Municipal do Montijo, no sentido de desenvolver em regime de residência artística, um conjunto de sessões de experimentação, reflexão e criação em torno de aspetos entre os Direitos Humanos, a Cidadania e as Práticas Artísticas Contemporâneas. Estas sessões integram um programa maior que corresponde ao apoio às escolas no desenvolvimento e implementação da Estratégia Nacional de Educação para a Cidadania no 1º ciclo do ensino básico, através da planificação e implementação de um programa de sessões, designado “Cidadania é o meu superpoder” e incidente nos domínios dos Direitos Humanos, da Interculturalidade e das Instituições e Participação Democrática, em 18 turmas de algumas escolas de 1º ciclo do Município.  Desta forma, tendo como base uma história-viagem que projeta para o âmbito pessoal e afetivo as atuais crises migratórias, Lugar-Abrigo surge enquanto espaço de exploração do material artístico, filosófico e humano que emergiu das sessões implementadas. É, desta forma, uma proposta artística participativa que através de uma abordagem imersiva (que convoca a memória e explora o corpo, os sentidos, os sons, a empatia, a curiosidade e a criatividade), promove a aprendizagem e escuta do Ser através da exploração partilhada no e para o coletivo.

Sinopse
Um país fragmentado que, em alto mar navega perdido, lembra a sua história e procura uma nova casa onde possa dar as mãos ao passado e ao futuro. Que lugar é esse que da esperança e dos afetos ergue as fronteiras transparentes do encontro do Eu com o Outro? Que abrigo coletivo, no qual cabem todas as memórias e sonhos do mundo, construímos em silêncio? LUGAR-ABRIGO é um espetáculo participativo ou uma história-viagem que ondula ao sabor das memórias, crenças e esperanças dos que nela embarcam sem saber a rota. Que lugar juntos encontram? Pode uma noz ser um abrigo?!

Ficha Técnica e Artística
Criação e interpretação: Ricardo Guerreiro Campos | Música original: Bruno Moraes | Apoio à produção: Patrícia Paixão | Fotografia: Leonardo Silva | Cartaz: Paula Moita | Apoio: Teatro Estúdio Fontenova