28 de novembro de 2017

3 DEZEMBRO / Domingo

"O LOBO VERMELHO"
Por TEL - Teatro Experimental de Lagos (Faro)
M3 | 60min

3 DEZEMBRO (Domingo)
No Cinema S. Vicente (Paio Pires)
16h







Sinopse
Uma serra algarvia. Um piquenique. Três amigos. Algumas memórias. E os objetos que lembram coisas.  Sem querer, o piquenique deixa de ser um piquenique e vai-se transformando numa floresta, numa casa da avó, num trilho, conduzindo o público pela história tradicional do capuchinho vermelho e por interpretações diversas que a própria história possa ter. Um espetáculo de narração oral, música e teatro, onde a história do capuchinho vermelho é vista e revista de todos os pontos de vista possíveis e imaginários, desenvolvendo laços inusitados com a cultura algarvia, com os seus costumes e os seus medos. Percorrendo as várias versões da história, os narradores acabam por inventar novas versões num disparate hilariante e inesperado. A história do Capuchinho Vermelho, contada nos serões de casa, nunca mais vai ser a mesma.

Ficha Técnica a Artística
Conceção e recolha de textos: Bruno Batista | Criação: Bruno Batista e Nelda Magalhães | Elenco: Bruno Batista, Carlos Norton e Nelda Magalhães | Composição e interpretação musical: Carlos Norton | Cenografia: Bruno Batista e Nelda Magalhães | Desenho de Figurinos: Nelda Magalhães | Confeção de Figurinos: Carmelita Reis | Assistência de palco: Silménia Magalhães | Assistência de produção / Operação de luz: Joana Duarte | Desenho Luz: Aníbal Bernardo | Fotografia: Fátima Vargas | Multimédia: Tiago Inácio | Design Gráfico: Dileydi Florez | Produção: Teatro Experimental de Lagos

2 DEZEMBRO / Sábado

"SÓ CUSTA DA PRIMEIRA VEZ!"
Teatro de Improviso por UM, DOIS, TRÊS (Lisboa)
M16 | 75min

2 DEZEMBRO (Sábado)
No Espaço Animateatro
21h30


+ evento facebook




Sinopse
Espetáculo de improviso, onde um actor, um musico e um luminotécnico dão vida a historias reais.
O público é convidado a partilhar a sua primeira vez, assim como a facultar o seu número de telemóvel. As histórias servirão de mote às improvisações do nosso actor André Sobral, que será interpelado pelas pequenas músicas que brotarão do nosso músico Alexandre Russo.
Cada espetáculo será único…dependerá sempre da plateia!
Um espetáculo profundo, hilariante, que nos fará pensar?
… um espetáculo que permite o público ver-se em palco, de uma forma caricata e cómica.

Ficha Técnica e Artística
Solo de Improviso: André Sobral I Solo Musical: Alexandre Russo | Solo e Luminotécnia: João Marcão I Direcção de Improviso: André Sobral | Produção: Paula Carvalho

23 de novembro de 2017

26 NOVEMBRO / Domingo

"LITERATURINHA - o macaco do rabo cortado"
Leitura encenada a partir de textos de Jules Verne
Pelo teatromosca (Sintra)

M4 | 40min

26 NOVEMBRO (Domingo)
No Cinema S. Vicente (Paio Pires)
16h

Espectáculo em cima do palco p/ maior proximidade c/ o público
Lotação limitada a 50 lugares





SOBRE
O projeto «Literaturinha», criado em 2006, consiste da criação e apresentação de leituras encenadas com o objetivo de iniciar os espetadores (crianças ou adultos) na fruição estética dos clássicos da literatura infanto-juvenil. Inicialmente, este projeto foi acolhido pelo Centro Cultural Olga Cadaval, onde, mensalmente, de outubro de 2006 a junho de 2008, acabou por ser apresentado um total de 16 diferentes leituras, e, desde então, o teatromosca tem apresentado este projeto em auditórios, bibliotecas e escolas de todo o país. O dispositivo cénico de «Literaturinha» é elementar e portátil: dois intérpretes/leitores (atores e/ou músicos), duas malas, objetos dentro. Cenário, som e luz: mínimos. Para todas, a sala favorita é despojada e intimista q.b.. O que conta: a estória.

SINOPSE
Era uma vez um macaco mariola que tinha vergonha do rabo que tinha. Foi ao barbeiro e, zut!, rabo para um lado, macaco para o outro. Só que, depois, ficou maluco e só fez foi macacadas. Tantas ou tão poucas que acabou em telhados de casas a tocar guitarra. Elétrica. Vamos ouvir?

FICHA TÉCNICA e ARTÍSTICA

Direção artística do projeto: Pedro Alves I Interpretação: Pedro Alves, Filipe Araújo e Miguel Moisés Espetáculo com necessidade de proximidade do público | Fotografia: Catarina Lobo | Design gráfico: Alex Gozblau | Produção executiva: Catarina Lobo e Inês Oliveira | Produção: teatromosca | Apoios: Câmara Municipal de Sintra, Junta de Freguesia de Agualva e Mira Sintra e 5àSEC

21 de novembro de 2017

CCB festival APROXIMA-TE / A Animateatro

Olá, amiguitos! No seguimento da nossa presença no festival APROXIMA-TE, a acontecer no CCB no próximo fim-de-semana, e porque nos foi pedido, demos por nós a escrever e a filmar sobre... NÓS! E por "nós" queremos dizer: nós Animateatro e vós público. Somos um só, sabiam?

💛

«Cremos que o teatro é uma das mais importantes artes do coletivo, uma arte socialmente inclusiva, daí não a reconhecermos sem o conceito de equipa, de conjunto, de actores, encenadores, dramaturgos, formadores, produtores, técnicos… São inúmeras as funções que servem para criar um presente com verdade, sempre alicerçados na imaginação, dando, recebendo, brincando seriamente, reinventando o MOMENTO, sempre, mas sempre, COM aquele que nos acolhe, o PÚBLICO.»


[tudinho aqui]


CCB festival APROXIMA-TE / Sábado e Domingo

«Na segunda edição do Festival APROXIMA-TE!, continuamos a lançar perguntas para tentar perceber como podemos aproximar os miúdos do património ou vice-versa, na expectativa de identificar as oportunidades, mas também as contingências e consequentemente os desafios que se apresentam à criação de uma forte, sólida, perene e entusiasmante relação dos miúdos com o património cultural:


Será que a relação dos miúdos com o património pode vir a ser tão espontânea quanto a relação com a música?  Pode o património surgir como um programa de lazer tão atractivo quanto uma ida ao cinema? Que relações com instrumentos de comunicação direccionados para este público desenvolve o património cultural no nosso país?»


«Na Spira acreditamos que o património faz-se de pessoas. Que todas podem usufruir dessa dimensão fantástica, misteriosa, única de um bem patrimonial. Que todos podem sentir o imenso orgulho de pertencerem a uma história de heróis. Da qual fazemos parte. Que faz parte de cada um de nós. Compreendendo, conhecendo, apoiando, divulgando, defendendo um bem que é de todos. Diferentes ângulos. Diferentes claques. Todos, potenciais treinadores de bancada. E muita conversa de café. Acreditamos que todas as pessoas contam para o património.»


Vamos estar por aqui!

Expositor ANIMATEATRO
25 e 26 NOVEMBRO (Sábado e Domingo)
9h às 18h


Espectáculo “BALBUCIA”
25 NOVEMBRO (Sábado)
11h


Mais informações sobre tudo, tudo, tudo aqui:


APAREÇAM!

16 de novembro de 2017

CCB festival APROXIMA-TE

Vamos estar, no fim-de-semana de 25 e 26 de Novembro (onde inclusive vamos fazer o "Balbucia"), no festival APROXIMA-TE, no CCB.
Estejam atentos, na próxima semaninha, contamos mais!

Super Heróis!

"SUPER HERÓIS"
27ª criação infanril ANIMATEATRO
M3 | 50min

19 NOVEMBRO (Domingo)
No Cinema S. Vicente
16h





Sobre
Pode o medo condicionar-nos a vida? Pode o medo ser útil no nosso dia-a-dia? Como o devemos encarar? Devemos ignorá-lo ou, pelo contrário, conhecê-lo e lidar com ele? Assaltou-nos o tema e lançámo-nos ao desafio, concebendo uma estória divertida, onde superpoderes deslindam as caras que o medo tem.

Sinopse
SuperTina e SuperTó são dois super-heróis com uma missão muito especial, vigiam todo o planeta e ao mínimo sinal de medo incrustado, surgem em nosso auxílio! Atenção, atenção! A D. Casimira e o Rafa necessitam de ajuda… Com kilos de energia, litros de folia e uma pitada de público, os nossos heróis metem mãos à obra e conseguem ensinar-nos a lidar com o medo. Escuta! Ele serve apenas para nos alertar dos perigos, não lhe podemos ficar colados, há que superá-lo, libertá-lo, todos podemos ser heróis!

Ficha Técnica e Artística
Texto: Original de João Ascenso | Conceção, Encenação e Direção: Lina Ramos | Elenco: Liliana Costa, Sérgio Prieto, Nuno Moniz, Sérgio Marcelino (substituto) | Cenografia e Figurinos: Lina Ramos | Plástica e Adereços: João Graça | Costureira: Ana Maria Sousa | Composição Musical: Paulo Mendes | Imagem: César Duarte | Fotografia: Patrícia Ricardo e Paulo Vicente | Produção: Animateatro

13 de novembro de 2017

19 NOVEMBRO / Domingo

Por motivos alhei(r)os à Animateatro, a sessão "ESPÍRITO da NATUREZA" foi cancelada. Assim, dia 19 NOV (Dom), pelas 16h, receberemos as famílias e crianças com os nossos "SUPER HERÓIS", no Cinema S. Vicente!

informações
+ evento facebook


9 de novembro de 2017

12 NOVEMBRO / Domingo

A Estrelas e Ouriços tem "A ILHA de PLÁSTICO" na agenda...


e a Pumpkin também...



E nós confirmamos!


"A ILHA de PLÁSTICO"
XVIII produção infantil ANIMATEATRO
M3 | 50min

12 Novembro (Domingo)
No Cinema S. Vicente
16h




Mote: mover consciências e salvar os oceanos!

7 de novembro de 2017

11 NOVEMBRO / Sábado

"UM DOCUMENTÁRIO BESTIAL"
Por Nuno Costa (Lisboa)
M6 | 30min

+ evento facebook
+ toda a informação


Conversa com o realizador após a exibição






E a mais improvável das respostas é-nos dada pelo protagonista do fenómeno sobre o qual foram inventadas todo o tipo de bestialidades: o touro. Porque ele, afinal, é capaz da mais bestial das respostas: O Amor.

6 de novembro de 2017

#046 PASSATEMPO - 11NOV (SÁB), UM DOCUMENTÁRIO BESTIAL

Muito, muito fácil... Do que trata este documentário?

---
+ informações - PASSATEMPOS - coluna direita do blog 

3 de novembro de 2017

2 de novembro de 2017

NOVO WEBSITE novo reforço

Podem espreitar-nos no novo site, onde temos, por exemplo, informação sobre:


Encontramos-nos por ali também? :)
Obrigada, uma vez mais, ao César Duarte e ao Rui Raposo pelo excelente trabalho! É uma daquelas situações em que: se os virem na rua, digam-lhes olá!

5 NOVEMBRO / Domingo

Vamos juntos despertar consciências, ainda vamos a tempo de salvar os nossos oceanos e os que neles vivem!


"A ILHA de PLÁSTICO"
XVIII produção infantil ANIMATEATRO
M3 | 50min


5 Novembro (Domingo)
No Cinema S. Vicente
16H




Sobre o espectáculo
Este é um espectáculo de sensibilização e consciencialização ambiental. Uma criação em que as componentes lúdica e pedagógica se entrecruzam e interligam desde o primeiro momento. Nesta linha, e movidos pela vontade de promover nos mais pequenos uma consciência ambiental activa, inspiramos-nos no “7º continente”, uma gigantesca área composta por resíduos plásticos, descoberta ao acaso, em 1997, por Charles Moore. O que parece ser uma ilha a flutuar no oceano pacífico é na verdade “uma sopa de lixo” com uma profundidade de 30 metros e uma área 32 vezes maior do que Portugal. O HOMEM é o responsável por esta catástrofe ambiental, assistimos incrédulos ao nascimento de um novo território, nutrido pelos nossos resíduos, onde anualmente é provocada a morte de mais de 1 milhão de aves e de outros 100.000 mamíferos marinhos.




Sinopse
Ples e Lusco são dois seres estranhos que habitam no meio de um oceano, num local, também ele diferente. Cruzam-se, discutem ideias, percebem que sendo azul ou incolor, é o plástico que os mantém à tona… no meio de toda aquela poluição, encontram uma caixa com imagens de um mundo distante, colorido, livre… querem conhecê-lo! Com a ajuda do público vão perceber que estes dois mundos, embora desiguais, fazem parte do mesmo planeta, a TERRA, conclusão… parte dela está doente! Há que meter mãos à obra, RECICLAR, fazer desaparecer esta ILHA de PLÁSTICO!


Ficha Técnica e Artística
Texto: Ricardo G. Santos | Concepção, Encenação e Direcção: Ricardo G. Santos e Lina Ramos | Interpretação: Cláudia Palma e João Zhoraide | Cenografia/ Adereços: Lina Ramos e Ricardo G. Santos | Figurinos: Lina Ramos | Composição Musical: Ricardo G. Santos | Imagem gráfica: César Duarte | Fotografia: Patrícia Ricardo | Produção: Animateatro



CONSCIENCIALIZAÇÃO AMBIENTAL!